AS SEIS COISAS NECESSÁRIAS PARA UM SACRIFÍCIO E OS ELEMENTOS INDISPENSÁVEIS PARA UM OFERECIMENTO

ESTUDO BASEADO EM GENESIS, 22:1 A 13.

Abraão (O Pai) — Isaque (Filho) O desprendimento o Espírito Santo

O FILHO A OFERENDA (HOJE A NOSSA PRÓPRIA VIDA)

A LENHA A VONTADE

O FOGO — A OBEDIÊNCIA

O CUTELO — A RENDIÇÃO

ACORDA — A SUBMISSÃO

O ALTAR — O RECONHECIMENTO

SEIS COISAS INDISPENSÁVEIS NUMA VIDA DE ENTREGA TOTAL A DEUS.

PARA QUEM QUER VIDA, NENHUMA DELAS PODE FALTAR.

 

Precisamos e devemos ser:

A OFERENDA (o holocausto no altar da entrega da nossa vida a Deus)

Ter a VONTADE (de agradar somente a Deus)

OBEDECER (ao que Deus manda e pede de nós)

Nos RENDER (totalmente a Ele, sem questionamentos)

Ser SUBMISSOS (em tudo. Seja feita Tua vontade)

RECONHECER (que sem Ele nada podemos fazer).

NO ATO DE FÉ DE ABRAÃO (Ele é o pai da fé)

 

1 O FILHO é a OFERENDA. Sem oferenda é desnecessário o altar.

a)   Para que altar se nada temos para oferecer?

b)   Hoje no altar do sacrifício nós somos a oferenda, a oferta, o holocausto

c)   Como sabemos holocausto significa todo queimado. Não pode faltar nada.

d)   A anulação da nossa vontade própria é a maior e melhor oferta que se pode dar ao Senhor.

e)   Dizer como Paulo: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”. Gálatas, 2: 20.

2 A LENHA é a VONTADE. Sem um desejo profundo, real e verdadeiro nada          alcançaremos.

a)   A lenha é a alimentadora do fogo da vontade.

b)   “Cobiçais e nada tendes; sois invejosos, e cobiçosos, e não podeis alcançar, combateis e guerreais, e nada tendes porque não pedis. Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites”. Tiago, 4: 2 e 3.

c)   A vontade daquele que me enviou. João, 6, 38, 39 e 40.

3 O FOGO é a OBEDIENCIA. Nada é mais difícil do que a obediência.

a)   Obedecer é melhor do que sacrificar. I Samuel, 15: 2.

b)   “Todos os mandamentos que hoje vos ordeno guardareis para os fazer, para que vivais, e vos multipliqueis, e entreis, e possuais a terra que o Senhor jurou a vossos pais”. Deuteronômio, 8: 1.

c)    “Porque, se diligentemente guardardes todos estes mandamentos que eu vos ordeno, se amardes ao Senhor vosso Deus, e andardes em todos os seus caminhos, e a ele vos apegardes, também o Senhor lançará fora de diante de vós todas estas nações, e possuireis nações maiores e mais poderosas do que vós”. Deuteronômio, 11: 22 e 23.

d)   A OBEDIÊNCIA produz vida. ”Andareis em todo o caminho que vos manda o Senhor vosso Deus, para que VIVAIS e bem vos suceda, e prolongueis os dias a terra que haveis de possuir”. Deuteronô. 5: 33.

e)   “E não quereis vir a mim para terdes vida”. João, 5: 40.

Os que examinam as Escrituras, mas não vão a Cristo em definitivo.

f)    “Vós filhos, sede obedientes a vossos pais, no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa. Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre terra”.  Efésios, 6: 1, 2 e 3.

g)   Por SER uma das coisas mais difíceis da vida, a OBEDIÊNCIA,  representa O FOGO, que consome nossos interesses, levando-nos a agir, segundo o que nos é determinado.

h)   A OBEDIÊNCIA contraria o vírus que foi inoculado em toda a humanidade, através de Adão o PAI DA DESOBEDIENCIA. Que diferença, ABRAÃO É O PAI DA FÉ. ADÃO O PAI DA DESOBEDIÊNCIA.

i)     Lamentavelmente somos herdeiros dessa herança maldita. Por isso é mais fácil desobedecer a Deus do que ter fé em Deus.

j)    De um modo generalizado, sempre lemos ou ouvimos o que fez Abraão, a nossa escala de valores está no oferecimento de Isaque. Não sei se a fé gerou a OBEDIÊNCIA ou se a OBEDIÊNCIA gerou a fé.

k)   Todo o projeto de Deus para a vida dos seres humanos se alicerçava na obediência, pois sem ela jamais seríamos alcançados para a salvação.

l)     Jesus para poder nos salvar foi “obediente até a morte e morte de cruz”. Filipenses, 2: 8.

m)  “Mas nem todos obedecem ao evangelho; pois Isaias diz: Senhor quem creu na nossa pregação?”. Romanos, 10: 16.

4     O CUTELO é a RENDIÇÃO. Sem que nos rendamos a Deus total e plenamente, jamais os nossos feitos serão contados. Estamos passando pela vida e a vida passando por nós. Qual o feito que você deixará na lembrança dos que ainda vão ficar.

a)   Talvez a morte do nosso Isaque, a anulação da nossa vontade própria e uma completa dependência de Deus. Se você foi, e creio que foi mesmo, chamado para ATALAIA, encarregado de tocar a trombeta, produza um som compreensivo de trombeteiro.

b)   Está escrito: “Porque, se trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha”. I Coríntios, 14 8

c)   Sonido incerto da DESOBEDIÊNCIA, da NEGLIGENCIA, da MÁ VONTADE, da PREGUIÇA, da MUDEZ (não falar de Cristo), do MAU TESTEMUNHO e tantos outros sonidos incertos.

Talvez seja esta a razão porque a igreja está tão distanciada da verdade. Falta paladinos corajosos, pessoas que não amem a sua vida, tendo-a como preciosa.

d)   Precisamos deixar, como Isaque, que o cutelo da Palavra de Deus nos leve a uma completa e total RENDIÇÃO.

5     A CORDA é a SUBMISSÃO. Temos que está amarrados no altar, para que dele não caiamos, ou por uma pequena luta desçamos do mesmo. Abraão amarrou Isaque, assim como nosso Deus quer nos amarrar com as cordas do seu grandioso amor.

a)   A SUBMISSÃO é uma tácita, clara, legível e coerente declaração de quem conhece a Deus. Se não O conhecemos jamais iremos nos submeter a Ele, é claro. SUBMISSÃO é reconhecer e pôr Deus em primeiro lugar na nossa vida. “Mas buscai primeiro o Reino de Deus e a Sua justiça e todas essas coisas vos serão acrescentadas”. Mateus, 6: 33.

6     O ALTAR é o RECONHECIMENTO. Finalmente chegamos ao altar. Nada é mais importante para um cristão do que CONTRUIR um altar para servir a Deus.

MAS, NA CAMINHADA PARA O ALTAR, PRECISAMOS:

1)   De todos os elementos que já vimos no inicio do estudo.

2)   Quem vai ao altar não pode esquecer-se de nenhum deles, pois na falta do mesmo, isso impossibilitaria o oferecimento, vejamos:

3)   O FILHO — A OFERENDA (HOJE A NOSSA PRÓPRIA VIDA)

4)   A LENHA — A VONTADE

5)   O FOGO — A OBEDIÊNCIA

6)   O CUTELO — A RENDIÇÃO

7)   A CORDA — A SUBMISSÃO

8)   O ALTAR — O RECONHECIMENTO de que só o Senhor é Deus.

a)   “O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido de Espírito”. João, 3: 8.

b)   “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus”. Romanos, 8: 14.

c)   O que vamos oferecer a Deus tem que ser o nosso melhor, Deus não aceita restos. Malaquias, 1: 6, 7 e 8.

Cuidado com o que estais oferecendo ao Senhor.

d)   Não devemos comer o milho e oferecer a Deus o sabugo.

No Velho Testamento, construí altar era muito comum no meio do povo de Deus.

Noé construiu.

Abraão construiu, e tantos outros, seria longa a lista.

Por quê? O ALTAR é o RECONHECIMENTO de que Deus está acima de tudo, Ele é digno de nossa adoração e louvor.

Ele é o soberano criador e sustentador de todas as coisas.

a)    Ele é Perfeito Incriado na Sua Essência, Sem Princípio Nem Fim de      Dias.

b)    Repetimos: SÓ O SENHOR É DEUS, SÓ O SENHOR É DEUS.

Pastor Israel Guerra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s