O LIVRAMENTO DO SENHOR

SALMOS, 116. E LUCAS, 22: 28, 29 e 30

 

AS TRÊS ÁREAS DE MAIOR NECESSIDADE DO SER HUMANO.

SUA ALMA – SEUS OLHOS – SEUS PÉS

1º “Livraste a minha alma da morte”. ME DEU A SALVAÇÃO ETERNA.

2º “Os meus olhos das lágrimas”. ENXUGOU AS MINHAS LÁGRIMAS.

3º “Os meus pés da queda”. SUSTENTOU-ME PARA EU NÃO CAIR.

Por esta causa e gratidão o espírito de fé opera:

a)   “Andarei perante a face do Senhor”. OLHANDO PARA O AUTOR E CONSUMADOR DA FÉ

b)   “Tomarei o cálice da salvação”. SORVÊ-LO-EI POR INTEIRO.

c)   “Invocarei o nome do Senhor”. TE LOUVAREI ENQUANTO VIVER.

d)   “Pagarei os meus votos ao Senhor”,

SEJAM QUAIS FOREM AS CIRCUNSTANCIAS.

e)   “Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor”. MESMO EM MEIO DAS LUTAS.

f)    “Invocarei o nome do Senhor”. ÚNICO NOME QUE PODE ME SALVAR.

g)   Onde? “nos átrios da casa do Senhor”. NO TEMPLO, NA IGREJA.

 

AS SETE COISAS QUE NÃO DEVEREMOS NUNCA NOS ESQUECER DELAS:

 

1º A FACE DO SENHOR

2º O CÁLICE DA SALVAÇÃO

3º O NOME DO SENHOR

4º NOSSOS VOTOS FEITOS AO SENHOR

5º O SACRIFÍCIO DE LOUVOR AO SENHOR

6º INVOCAR O NOME DO SENHOR

7º ESTARMOS NA CASA DO SENHOR

Versículo dez:

“Cri, por isso falei; estive muito aflito”.

Ou seja: Eu cri, ainda que tenha dito: Estou muito aflito.

Em meio ao pânico eu disse: Ninguém merece confiança.

(No Salmo 142 (LER) encontramos algo muito análogo a isso):

Esse texto do Salmo 116, não deixa claro a que dificuldades Davi estava se referindo.

Poderia ser à enfermidade citada em Salmo 38. (LER ESSE SALMO)

Ou poderia ser a guerra civil liderada por Absalão, narrada em II Samuel, 15: 1 a 18. (VAMOS LER ESSA PORÇÃO DA PALAVRA).

Em qualquer uma delas, apesar de seu sofrimento ter sido grande, ele foi libertado por Deus, como lemos no início do Salmo 116: 1-8.

Versículo onze:

Quando a emoção tomou conta de minha razão.

Precisamos de muito cuidado para que as emoções não nos levem a falar o que não devemos, o que não edifica, nos salvar das MURMURAÇÕES   .

Vejamos o que aconteceu com Azafe. SALMOS, 73.

Quando olhei para as minhas dificuldades em vez de olhar para Deus.

Foi o caso de Davi e de Azafe.

Quando vi a impossibilidade de obter ajuda dos homens, me senti abatido, e disse o que, no meu estado normal de autocontrole, não teria dito:

Todos os HOMENS SÃO MENTIROSOS (falsos e enganosos).

Nessa expressão havia um julgamento na sua generalização.

TODOS SÃO:

MENTIROSOS – FALSOS – ENGANOSOS.

“De onde me virá o livramento, o livramento (meu) vem do Senhor que fez o céu e a terra”

Ii Coríntios, 4: 13. “E temos, portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei. Nós cremos também, por isso falamos”.

Falamos segundo o espírito da fé.

Mesmo quando parece que tudo está no fim, é hora desse espírito de fé se manifestar e dizer como o salmista: “Esperei com paciência no Senhor e Ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor”. Salmos, 40: 1.

                                                                                                                                                                     Pastor Israel Guerra

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s